Teste de Rodapé 1

É Proibido a cópia do conteúdo desse blog sem colocar os devidos créditos. Plágio é crime: Código Penal, lei nº9610/98.

Procure nós dois



Fugindo do pôr-do-sol  sem saber a direção, esperando a noite cair pra tentar encontrar um lugar seguro. Não importa, ninguém vai nos achar se não nos procurar. Perdidos na metade do caminho, falando mentiras pra nos conformar. Ouvindo tiros por  todas as direções, mas continuamos afirmando que sabemos. Sozinhos no anoitecer sem caminho pra seguir, perdidos sem ao menos uma luz pra refletir. Estamos perdidos, mas ninguém vai nos encontrar. Procure nós dois e saberá onde o amor está.

Não é amor



Mas eu era tão banal, com uma conjunção posso intensificar o quanto me sentia mal.
Até num epitáfio eu queria escrever, me recordo de desejar morrer.
O que eu descobri é de bom grado. O que nisso senti superou todos os meus afagos.
Não é amor, não quero rotular. Não é paixão, não quero fantasiar.
Com apenas uma linha eu consigo explicar,
Que o que eu sinto por você vai  de camões a pessoa,
Um sentimento árduo que soa. Mas ao mesmo tempo floresce.
Alimente o meu amor, que dentro de mim seu filho cresce.

Conhecido

1196337372537756_bxcu7njp_c_large

Éramos feitos um pro outro, não conseguíamos  passar um dia sem nos ver.
Eu era todos os metais nobres pra você.
Por muito tempo eu tentei entender o que eu era, sem ser.
Mas a gente parou de se ver.
Eu até que acreditei que ia ser de verdade, nossos corações batiam tanto com qualquer bobagem.
Você fez uma viagem.
Quis se afastar de
mim, não me deu explicação, martelou todos os meus órgãos e amassou meu coração. Você não tem compaixão, mudou até o seu número.
Tentou fingir que não éramos nada, enquanto pra mim até hoje tem sido.
Agora pra você sou apenas um conhecido.

Te respiro


 E eu te sinto, te respiro. Me vivo e me demoro.
 Me olho, devoro.. A lúcida luz dos teus olhos.
 Sossego e esqueço, ponho o adereço.
 E novamente sinto e respiro. E pergunto se quer manter esse ciclo infinito.

Lamentação

8a8a0e1f80d4ff6d4aa54b4d51783b30-d4lds0g_large

Me lamento coagulando meu sangue. Que ferve, fazendo dele borbulhante.Queimando todas as lembranças, já que agora estou sem calmante. Por que me deixou? Por que foi embora? Não me sentia segura antes, muito menos agora. Que ardor no meu peito, que euforia por dentro.. Preciso de você, preciso voltar no tempo.Preciso matar essa ansiedade , já cansei de encher a minha piscina com lágrimas de saudade. Em noites quentes a tristeza vira morfina, o veneno vira remédio..O tic-tac do relógio me lembra o soluço da sua voz. As madrugadas úmidas, sinto seu calor, a cada pensamento novo só arrumando um plano de como reconciliar o nosso amor. Ponho meus defeitos na balança , um pouco de confiança que pelo menos esse elo possa voltar.Em meus sonhos dizem que a gente pode fazer tudo de novo, não voltar no tempo, mas em outra hora, em outro lugar, em outro momento.Incerto. Um momento incerto. O balançar dos meus cabelos ao vento me corrói.. me dói.. me parte ao meio, mas me constrói. Me faz pensar de outra maneira, sozinha, sentada, numa sala vazia.

Olha pra mim

142356038192516443_qb3zpym4_c_large 


Você realmente acha que sou assim? Acredita no que te falei? Aquilo foi momento, só há tormento.
Nunca desejei você daquele jeito, tudo que você faz, é mal feito.
Quando te olhei, pensei que até seria  perfeito. Pacato, sem brilho! Nauseante, sem delírio!
Você realmente acha que sou assim? O máximo que você pode fazer é olhar pra mim.

Nude

Tumblr_ma6yf4nz9s1row7lfo1_500_large
Caída sem nenhuma peça.
Quebrada, como depois de uma festa.
Jogada como aquele brinquedo.
Com sede, frio e medo.
Nem um eufemismo eu posso usar.
Pois não tem o que amenizar.
Mas com o pleonasmo posso exagerar.
Como esses períodos fora do lugar.
Nude.

Elegia

3024675591_de29c1f7<span class=
Dor, pranto, melancolia!
Tristeza, saudosismo, teimosia..
Lúdico, sem 'estadia', me consome e me causa euforia!
Incerto, mais valia! Te faço loucas analogias..
Quero que você me olhe.
Me beije,
Me abrace,
Me diga e implore.
Dor, pranto, melancolia..
Tristeza, saudosismo, elegia!

Tornado

3e355f050c33068e865<span class=
Há um furacão dentro de mim.. Algo me corroendo inteira. Não me sinto verdadeira. Como se eu estivesse fragmentada inteira. Não me reconheço e me entristeço por isso.Não entendo o porque disso.. O mundo gira e eu também. Não estou bem, não quero ninguém. Alguém pode explicar? Alguém consegue me falar? O porque que eu corro, e não saio do lugar.
Alguém pode sentir? Alguém consegue ouvir? O que me acabaram de falar.
Não entendo, mas faço. Quase me mato e não me lembro o fato.
Estou enlouquecendo? Estou morrendo?
Estou me esquecendo..
E desaprendendo.
Fugindo, delirando.. DE MEDO.

Fúnebre

111949563_<span class=
Você me deixa assim. Sem saber como falar, pensar ou agir. Como se eu fosse insegura, me transformando numa garota imatura. Na qual você tortura.. Você me causa euforia, e também agonia. Tontura, náusea, febre.. Fúnebre!

Usufrua

Tumblr_m6do25rvis1r4jv8ro1_1280_large
Não deixe a vida te por pra trás. Erga a cabeça e siga. Não precisa seguir em frente, mas há caminhos tortos que chegam no mesmo lugar. São complicados, mas nada se consegue sem esforço. Não aproveite cada minuto, e sim cada segundo, cada ar, cada nuvem, cada estrela, cada grão de areia, cada tudo.. Cada você!

Dance

Tumblr_lxi3tvuupc1r70rrgo1_500_large
Dance, dance. Mente aberta.
Dance, dance. Em casa ou numa discoteca.
Mãos para o alto, pés no chão, cabelo no ar, e um copo na mão.
Ainda pode-se ver alguns corpos no chão. Mas e daí?
Dance, dance..

Indiferente

Tumblr_m1em56w94t1r5dgp2o1_500_large
É assim que eu fico quando vejo você, sinceramente eu não tenho nada a perder. Você realmente achou que eu não ia te esquecer? O que preciso fazer pra você aprender?
O problema não sou eu, e sim eu e você.

Pra mim

Tumblr_m4jy4ynx7u1qe0bgeo1_1280_large
Você fica indiferente mas depois liga pra mim, você diz que me ama e depois rir de mim.
Não entendo o problema que você deve possuir, mas tenha certeza que não vou deixar isso me consumir. O que faz aqui agora, se me disse que era o fim? E a propósito.. Essas flores são pra mim?
Tumblr_lpr3v0ebhn1qc9ekbo1_500_large
Vou ficar ausente por um tempo pois vou viajar.
Vou deixar alguns textos na postagem automática, e assim que der, eu posto mais!
Não abandonem o blog!
Beijos.

O seu amor (Parte II)

(Parte I)
Tumblr_luoiwetzul1qg3enzo1_500_large
Você se preciptou mais do que devia, e não acreditou no que eu te dizia. Desconfiou, do meu verdadeiro amor. E me fez passar por um perdedor.. Mas garota, entenda que eu te amo, e isso não é mais um dos seus enganos.O que eu sinto, é tão verdadeiro, que apesar de tudo, eu te amei primeiro. Hoje, amanhã, de dia ou de madrugada, vou te fazer feliz por ser minha namorada. Não grite, não estrague o momento
Não minta, sobre o seu sentimento
Não me olhe, com arrependimento
Não jure, sem ter conhecimento
Me entregue, o seu coração
E deixe, ele seguro em minha mão
Espere, o que eu vou por la dentro
Volte pra cama e curta esse momento.

Você e eu

<span class=
Não vou escrever mais uma carta de amor, muito menos te tratar com todo fervor. Casei de parecer ser legal, você quer mesmo que eu te mande a real? Sinceramente eu tentei, eu queria ser uma refém. Mas agora tô muito afim de torturar, de fazer você sentir o que eu realmente sou. Que eu não gosto de amor. Odeio coisas superficiais, sei lá, amor e coisas sobrenaturais. Não vou escrever mais uma carta de amor, vou tentar te tratar com menos dor. Você e eu não é nós.
Você e eu, são pronomes a sós. Apostei no mundo, confiei em tudo, queria o melhor para os dois. Mas sempre tudo ficava pra depois. Queria que futuramente fosse só, você e eu. Mas hoje sei que tá mais pra você sem eu, eu sem você.. Tanto faz, eu só quero ver..

Meu eu, não lírico.

A911989c24<<span class=
Morta de fadiga, em bagaço, e contorcida.Tentando me acalmar, sem saber por onde começar.
Lá fora chove intensamente, o frio me agride dolorosamente. Lamentando o que passou, sofrendo pro que vai chegar.Tentando aprender, sem me desgastar.
Arrumando sentido para as coisas, tentando não agir como uma louca.Tentando expressar o que eu sinto, ignorando o meu eu lírico.
Sou eu, é em mim que isso vive. Não é lírico, é real, só porque é mal.
Sofro, mas é normal.

Inofensivo

Nocivo. Era o que você deveria ser, mas depois percebi que só deveria. Perigoso, astuto e com o pudor em seus lábios. O poder te manipulando e fazendo fluir os pecados. Tentador, malicioso. Confiante até demais. Sua astúcia me amedronta e me faz querer mais. Mas nem sequer parei para observar, que só de te olhar parecia me devorar. Mas apenas isso. Seu rosto nocivo, nóxio.. ousado. Era apenas um delírio. Era uma miragem. Era você, mas sem eu. Inofensivo.. isso que você é. Inócuo, puro. Inseguro..Tudo que eu nunca palpitaria. Mas que do mesmo jeito..
Me causa euforia.

Monstro

Pra você eu sou uma das piores criaturas que já existiu. Mas me esquecer você não conseguiu.
Tem vergonha de me abraçar, e os seus pais você não quis me apresentar. Quando estamos a sós você é diferente, mas muda quando seus amigos estão presentes. Entendo tal atitude, por mais que eu queira que você mude. Não adianta reclamar, não adianta implorar. Sou um monstro pra você, e vou ter que me conformar.

Te falei

Te falei, falei que não dava pra falar.Falar que iria acabar. Acabar com aquilo que tentei. Te falei, que um dia tudo iria terminar. E então tudo iria mudar. E você tinha que se libertar.
Te falei, que precisava arrumar, um tempo pra compor e pra cantar. Cantar o que você me fez passar.
Agora preciso me embriagar, o espelho está a embaçar. Meus olhos estão a encharcar.. Preciso fugir do reflexo, preciso agir sem nexo.
Te falei..

Se eu


Se eu não pedisse nada, e resolvesse dar. Se deixasse pra lá, tudo que pedi e te deixar? Mas se fosse tarde, pra você voltar. O que faria se eu não tivesse lá?
Se eu pedisse um beijo,aquele que ficou pra depois.. Você me daria um, ou daria dois?

Se eu te contasse, que já parti? Você choraria ou ia rir de mim? Abra o armário, veja na gaveta. Lá está dobrada a sua camiseta. Junto dela, tem uma pequena argola. Que te devolvo e acabo com nossa história.

Trazia

Se eu te olhasse. Mas de um jeito quente. Diferente. Que contagia a gente. Mas,
Se eu te dissesse que tudo passou. Que parei de pensar em amor. E sobrou a dor. E,
Se eu dissesse agora, o que quis naquela hora, o que quero agora. E que você adora. Então,
Se você não queria mais, porque não falou, você disse que me traria uma flor, mas eu acho que não, considero então, que você..
Trairá. Trairia.. Trairia uma flor mas,
Trairá, me trairia.. Me traiu com uma flor que,
Trairá.
Me traiu sem pena, sem amor, com um flor, que eu eu nem,
trazia..

Nó na garganta

Estou me sufocando, quase morrendo afogada. Esse nó vai me cortar, fazer de minha garganta, dilacerada. Nem força vai precisar, estou a me sufocar, me afogando sem estar no mar.
Fazendo eu não conseguir assimilar, a diferença de viver e de se matar

Sua dança

Preciso de você, o modo de como me ensina me faz querer aprender. Porque agora me importo em sair daqui, poder estar lá, sem fugir. Porque seu abraço me envolve, sua dança me consome, e me faz chegar onde eu quero, é só imaginar o nome. Basta fechar os olhos, e imaginar, e a sua dança me leva pra qualquer lugar.

Meio-dia


Por que me tocas? Essas mãos sujas, molhadas de infidelidade. Meladas de sangue, sem piedade. Sujas com ódio e rancor, que causam pranto e dor. Despedaçando-me inteira, como uma flor. Caída ao sol do meio dia, oh menino quem diria.. Que aqui eu estaria, com toda essa melancolia. E me diz onde estou, e pra onde foi a alegria. O porque que me deixou, aqui ao meio dia. Onde na sua mente vazia, não cabe mais a fantasia.

Sem expressão

Na camisa, o perfume madeirado, ele me encara com seu cabelo arrepiado. Lentamente, contado passo a passo, no seus pés o cadarço desamarrado.
O seu sorriso, muito estrelado, dente por dente, tudo perolado.
Vendo de longe,até que parece arrumado. Mas percebo um colar desajeito.
Calça apertada, mostrando sua definição, camisa xadrez e um celular na mão.
Misterioso, um papel caído no chão.Olhar gélido, fosco, seco. Sem expressão.
Estando triste, continua encantador, olha pra baixo, parecendo um refletor.
Dedos tão rápidos digitando uma mensagem, aquilo tudo parecia uma miragem.
O que machuca aquele garoto tão bom? Em seu pescoço existe uma marca de batom.

Tatuei


Meu ego é grande, e meu orgulho maior que eu. Se não ligou no dia seguinte, então perdeu. Não me importo de fingir estar mal, até que me divirto sendo casual. E fica melhor ainda quando te falo a real. Te guio com a minha língua e você irá me dizer, que de todas da festa, adorou me conhecer. Te embriago com o meu cheiro, mordendo e liberando o veneno, não preciso te controlar enquanto está divertido, só preciso te mostrar um pouco do meu perigo. Poderia doer se eu ainda tivesse a cicatriz, mas ela some como os homens, que não liga o dia seguinte. E quando tiver você na minha mão, sumirei, como um álcool em evaporação. Em meu corpo tatuei um escorpião, por causa do meu veneno, e da minha inquietação. Pra você, tatuarei um dragão, que apenas com a boca te devora, e te transforma em pólvora.. Caído, no chão.

Rádio

Estou cantando essa canção que nem vai tocar no rádio. Estou aqui falando que poderia ter dado errado.Por isso não tentei.. Por isso me afastei..
Eu sei o que iria acontecer, mas estou aqui é pra cantar o que eu queria escrever.. E dizer..
Mandar pra você ler! Porque eu não tive coragem, de falar o que eu sentia..
Por você.
Talvez nem toque no radio.. Mas eu queria falar, que poderíamos tentar..
Outra vez.

Como uma droga

Como uma droga você virou minha dependência. Fico descontrolada na sua ausência. Minha sanidade se foi, e você também. Só agora eu vejo que nada estava bem. Vem, vem matar essa fome, revive em mim cada músculo, me consome. Apague as mentiras que gostei de ouvir, remende as rachaduras que você fez em mim. Isso nunca foi realista.. Acaricie minha orelha levemente, me contagie aceleradamente.. Nunca foi minha intenção te amar, mas me aperte e não se vá. Fique estático pra eu te olhar.. E estar preparada quando você não aceitar ficar.

Antigo amor

Eu sei porque vi. Vi que sei, sei que vi. Sei que não dá pra continuar, vi que não dá para mudar;
o que eu sou, o que eu sei, o que restou,
de um antigo amor.

Ascensão de fome

Quando te tenho aqui, não me importo com você. Mas quando está aí, tenho vontade de te ver.
Você me faz querer voar, você me faz cair no chão. Fecho meus olhos e o mundo não mudou de posição. Você não entende o que sinto, não entende porque estou aqui. Queria sussurrar..Mas tenho que gritar pra você ouvir. Estou com fome, estou com cede de você. Ainda não entendeu? Preciso de forças pra dizer. Não consigo sair do chão, me tire desse lugar. Está frio aqui fora, e eu não sei como voltar. Me dê um impulso, quem sabe eu não sei voar? Ou me leve pra dentro, seria capaz até de comer os mortos.. Estou com fome. Fome de amar.

Xadrez de sobrevivência.

Não dá pra jogar com você. Você tenta ganhar mas só sabe perder. Por que não para de me encher? Desiste. Fui legal, tentei uma vida a dois, mas sinceramente? Deixa isso pra depois. Eu sei que não dar pra jogar sozinha, sempre tem um adversário, sempre anda uma casinha. Mas eu invento uma presença, jogo sozinha. E não é por carência.. É que hoje em dia é questão de sobrevivêcia. Ou você vive, ou derruba uma peça pra viver.. Se me quis, por que não usou uma estratégia pra não morrer.

Amor Comprado

As pessoas mudam e eu mudei. E agora você diz que eu não tentei. Acontece cara, que as vezes cansa, acontece que não sou mais criança. Me desculpe se eu já te machuquei, foi intencional, mas já passou, eu sei. Jogue fora esse seu maldito coração, e se foda dentro da sua mansão. Porque não tô nem aí pro seu d i n h e i r o, eu quero é amor verdadeiro. Se você não sabe o que significa, então faz de uma pobre, uma rica. Porque só procura alguém da tua classe? Porque não procura um coração que te enlace? O que foi dito aqui está certo sim, mas creia que doeu até em mim.

Não te quero

Eu quero que você me diga porque está aqui. Se for pra dizer não me quer, tudo bem já pode ir.
Não tô afim de falar, mas minhas palavras podem te magoar.. Então é melhor eu te poupar, ou você prefere ficar?
Eu quero que você me diga o porque não me esqueceu. Se for porque me ama, se conforme que me perdeu.
Não tô afim de te dizer, é que não sinto mas nada por você.. Então é melhor me esquecer, senão vou ter que te dizer..
Não te quero mais, você não foi capaz, de me proporcionar o que eu esperava ter,
não quero mais você, não quero mais te ver, tá difícil de entender? Vou soletrar: N-Ã-O amo você.

Fique feat. Heitor Costa.

Com o martelar do coração, ou com o cerrar dos olhos..
Eu imploro, fique.
Mas comigo não brinque!
Já cansei de jogar com desafio. Agora preciso mudar de caminho. Enquanto não pisei em espinhos, ou caí, num terreno baldio.
Sinto os pulmões arderem, fico sem ar...
Lembro do beijo que você prometeu me dar.
Com o b a d a l a r do sino,
sinto minha pele arrepi a r.
Era contigo que eu queria estar,mas foi nesse terreno sem flores,
sem vida,
sem amores,
que você decidiu me deixar...

Escrevo pra quem não merece.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger